Flexibilização do uso de máscaras: “não é a hora”, diz secretário de Saúde da PB

Geraldo Medeiros também reforçou que o uso de máscaras é uma importante barreira mecânica para o combate ao coronavírus.

Casos de Covid-19 na Paraíba. Foto: Getty Images

O secretário de Saúde do Estado, Geraldo Medeiros, informou na manhã desta quarta-feira (27) que não há previsão para flexibilização do uso de máscaras na Paraíba. Ele ainda ressaltou que não considera o momento adequado para a desobrigação, tendo em vista que somente 46% da população do estado está com o esquema vacinal completo. Outros estados estão  liberando o uso do material de proteção.

“Nenhuma previsão em relação à desobrigação do uso de máscaras no Estado da Paraíba.Temos 46% da população com esquema vacinal completo.Portanto, não é a hora”, explicou.

O secretário também reforçou que o uso de máscaras é uma importante barreira mecânica para o combate ao coronavírus. Portanto, necessária para o controle de casos.

“A barreira mecânica exercida pela máscara impedindo a entrada do novo coronavírus pelas narinas e boca representa um meio de proteção importante para você não se contaminar”, ressaltou Geraldo Medeiros.

Nesta terça-feira (26), Rio de Janeiro e Distrito Federal aprovaram propostas de desobrigação de uso de máscaras, reacendendo assim o debate sobre o momento ideal da flexibilização no Brasil. O governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), determinou o fim da obrigatoriedade do uso de máscaras em locais abertos a partir de 3 de novembro. Já no Rio, Deputados da Assembleia Legislativa aprovaram a flexibilização no estado, de forma gradativa e em locais determinados.

Veja também  Prefeito de Queimadas é um dos vencedores do Prêmio Prefeito Empreendedor do Sebrae

Procurado pelo JORNAL DA PARAÍBA, o secretário de Saúde de João Pessoa, Fábio Rocha, também informou que não há previsão para a desobrigação do uso de máscaras no município.

O infectologista Fernando Chagas disse que a máscara “representa um meio de proteção importantissimo para todos”. Afirmou também que em algumas cidades dos Estados Unidos liberaram e o “resultado foi desastroso”.

A barreira mecânica exercida pela máscara impedindo a entrada do vírus pelas narinas e boca representa um meio de proteção importantissimo para todos.
Atualmente temos 46% da população com esquema vacinal COMPLETO.
Portanto, não é a hora.