Tragédias em açudes

Dois afogamentos foram registrados neste domingo (26) no agreste do estado.

Duas pessoas morreram vítimas de afogamentos na região Agreste do Estado. No início da manhã de ontem foi encontrado próximo ao Açude Velho, em Campina Grande, o corpo de José Pereira da Cunha, de 87 anos, mais conhecido como “Marreca da Cagepa”.

Ele estava desaparecido desde a última sexta-feira, quando saiu de casa para comprar pães e não retornou. O corpo de José Pereira foi localizado enquanto boiava nas águas do canal que deságua no Açude Velho. A polícia acredita que o idoso tenha caído no Açude Velho e depois tenha sido levado em direção ao canal, onde foi encontrado em virtude das fortes chuvas do domingo à tarde. Segundo familiares, José Pereira morava com um irmão no bairro do Catolé.

Já em Queimadas, o comando do Corpo de Bombeiros encontrou o corpo do agricultor Adailton de Souza Coelho, de 28 anos, que morreu após mergulhar em um açude no Sítio Boca do Boi, zona rural da cidade. O caso aconteceu por volta das 13h do domingo, enquanto o agricultor se divertia com amigos.

Veja também  Homem suspeito de matar vereador na PB é preso no Rio de Janeiro

A vítima mergulhou no manancial e não retornou. O Corpo de Bombeiros, após duas horas de buscas, localizou o corpo do agricultor. Segundo a Polícia Civil, não havia sinais de violência no corpo e testemunhas informaram que a vítima havia ingerido bebida alcoólica antes de entrar na água. Adailton morava no Sítio Castanho, em Queimadas.

Os corpos das vítimas foram encaminhados para o Núcleo de medicina e Odontologia Legal (Numol) de Campina Grande, ao qual a Polícia Civil solicitou exames para confirmar as causas das mortes.