Pai mata a própria filha de dois anos com um tiro e tenta suicídio

Em conversa por telefone, a ex-esposa teria afirmado que acusado não era pai da menina, o que o deixou inconformado. 

Uma criança de apenas 2 anos foi assassinada pelo próprio pai, identificado como Ronaldo Bezerra da Silva, 30 anos, na cidade de São Bentinho, no Sertão paraibano. A polícia acredita que o acusado teria cometido o crime como forma de vingança contra a ex-esposa, por não aceitar o fim de um relacionamento. Após balear a filha, o acusado ainda tentou se matar com um tiro. 

A filha do acusado foi baleada nas costas, com um tiro de espingarda calibre 12 que atravessou o corpo dela. A criança ainda foi socorrida para o Hospital Infantil Noaldo Leite, em Patos, mas morreu quando estava sendo levada para o centro cirúrgico. Já o acusado está internado no Hospital Regional de Pombal, mas não corre risco de morte. Ele está sob custódia policial. 
 
Ronaldo Bezerra estava embriagado e confirmou aos policiais que atirou na própria filha. Ela relatou que estava inconformado com o fim do relacionamento com a esposa e mãe da criança, que se mudou recentemente para São Paulo. Em conversa por telefone, a ex-esposa teria afirmado que Ronaldo não era pai da menina, o que o deixou inconformado. A menina estava morando só com ele. 

Veja também  Frangos mortos são despejados em canal na região do Centro de Campina Grande