Suspeito de sequestrar criança é identificado por câmera de segurança

Menina desapareceu na última sexta (9) e suspeito teria ido para Recife.

Suspeito de sequestrar menina de sete anos foi identificado por câmera de segurança de um posto de gasolina
Suspeito de sequestrar menina de sete anos foi identificado por câmera de segurança de um posto de gasolina

O suspeito de sequestrar uma menina de sete anos foi identificado por imagens da câmera de um posto de gasolina no bairro dos Bancários. O menina está desaparecida desde a última sexta-feira (9). Segundo a mãe, Ana Maria Paiva, a criança foi levada por um primo dela, que teria pago um carro para ir com a garota até a cidade de Recife, em Pernambuco.

A versão da mãe foi confirmada pela delegada da Infância e Juventude de João Pessoa, Joana Darc. Ela ainda acrescentou que as polícias da Paraíba e de Pernambuco estabeleceram uma parceria para reforçar as buscas.

Um fretista, identificado como Ivan Albuquerque, contou que na quinta-feira (8) o suspeito o procurou junto com a criança para saber o valor do frete para Olinda, em Pernambuco. Depois informou que no dia seguinte chegaria cedo para fazer a viagem. “Ele queria o carro de frete para buscar uma mudança em Olinda e deixar em Colinas do Sul”, contou o fretista. No entanto, o carro quebrou e não foi possível fazer o frete. Por isso, o suspeito viajou com outro motorista.

Quando o fretista parou em um posto de gasolina no bairro dos Bancários para abastecer, o suspeito de sequestrar Nicole foi identificado pelas imagens. Segundo a delegada, uma outra câmera, que capta a passagem de pessoas em frente a Caixa Econômica Federal do bairro de Mangabeira, está sendo analisada para auxiliar nas investigações.

Entenda o caso

De acordo com Ana Maria, mãe de Nicole, , após dez anos sem encontrar o suspeito, ele foi à casa dela, pedindo ajuda e afirmando que estava à procura de emprego. “E eu então apoiei ele, ele mostrou toda a confiança. Aí ele pediu para acordar por volta das 5h da manhã, para ir na Caixa Econômica de Mangabeira, para ele sacar o dinheiro dele. A gente saiu cedo”, contou.

Ao chegar no local, o rapaz teria dito à mulher que iria leva a menina para “tomar um café”, e depois disso ambos não foram mais vistos. A mãe da menina suspeita que o parente levou a filha dela para Recife. “Se eu tivesse condições já estaria lá procurando a minha filha. Mas como eu sou pobre e não tenho condições, só posso esperar pela polícia”, desabafou.

Após prestar queixa na Delegacia da Infância e Juventude de João Pessoa, Ana Maria Paiva foi informada de que o homem teria alugado um carro e ido para a cidade de Recife com a menina. Ele teria dito ao motorista que o veículo seria usado durante a mudança de sua irmã, da capital pernambucana para João Pessoa. No entanto, segundo a mãe da garota, ao chegar no local, ele desceu do carro afirmando que iria sacar o dinheiro para realizar o pagamento, mas não retornou.