Vereador é preso por envolvimento em homicídio e explosões a bancos no Sertão da PB

Operação deflagrada pela Polícia Civil apreendeu drogas, armas e cerca de R$ 20 mil.

Foto: divulgação

Um vereador da cidade de Santa Cruz, no Sertão paraibano, e outras quatro pessoas, foram presas na manhã desta quinta-feira (17) em uma operação da Polícia Civil da Paraíba. O grupo é suspeito de integrarem uma quadrilha envolvida em homicídios e especializada em explosões a bancos, na região de Sousa.

De acordo com o delegado Sylvio Rabello, Superintendência Regional da Polícia em Patos, com os presos foram apreendidas drogas, armas e cerca de R$ 20 mil. “Um dos homens está envolvido em uma grande facção de estouros a bancos. O vereador é apontado, conforme indícios apontados no inquérito policial, de estar envolvido em um homicídio na cidade de Santa Cruz em que utilizaram o fuzil”, comentou.

Todos os presos foram encaminhados para Delegacia de Sousa e devem ser transferidos para a Penitenciária Máxima PB1, em João Pessoa. “Estávamos no encalço dele há dois anos”, comentou o delegado, que apontou o vereador como mentor intelectual do grupo.

A Operação Nêmeses contou com a participação de cerca de 50 agentes de polícia. Segundo Sylvio Rabello faz referência a uma vingança praticada pelos suspeitos, que teriam executado um desafeto.