Prefeitura ainda não decidiu sobre São João 2021 em Campina, mas pandemia deve adiar a festa

Em nota prefeitura diz que estuda outros formatos para o evento, mas ainda não ‘bateu o martelo’

Foto: Artur Lira

Em uma nota, divulgada hoje, a prefeitura de Campina Grande informou que ainda não há decisão sobre o adiamento ou o cancelamento do Maior São João do Mundo deste ano. Tudo dependerá do avanço, ou do retrocesso, da pandemia da covid-19. A decisão sobre o evento, registra a nota, apenas será tomada após o fim das discussões com o setor produtivo e patrocinadores.
Mas a verdade é que, considerando o cenário atual da pandemia, a festa no modelo tradicional dificilmente será realizada.
É que as previsões mais otimistas apontam que, somente em junho, por exemplo, é que teremos o início da vacinação de pessoas entre 18 e 59 anos. O início… apenas.

Ou seja: é quase impossível imaginar que teremos, já no período junino, as condições de segurança necessárias para realizar um evento presencial da magnitude que é o ‘Maior São João do Mundo’.

A prefeitura estuda alternativas, que passam por formatos online ou híbridos.
A decisão sobre o modelo e quando ele será apresentado, porém, ainda não foi tomada.
Confira a nota da PMCG na íntegra
*N O T A*
A Prefeitura de Campina Grande vem a público esclarecer que não existe, ainda, qualquer posição oficial sobre uma decisão extrema: o cancelamento do Maior São João do Mundo este ano. Objetivamente, ao ser abordado sobre o tema, durante entrevista na manhã desta terça-feira, 2, o prefeito Bruno Cunha Lima reafirmou que o compromisso da gestão municipal é a vacinação em massa da população contra a Covid-19, seguindo os protocolos estabelecidos pelo Ministério da Saúde, além da adoção de medidas preventivas e reforço na fiscalização que contribuam para impedir o avanço local da doença.
Jamais o prefeito Bruno Cunha Lima anunciaria, de forma unilateral, uma decisão de tamanha magnitude, como o cancelamento do Maior São João do Mundo, sem antes ouvir, discutir, avaliar e ponderar, de forma aprofundada, com todos os segmentos cruciais para o sucesso do mais importante evento turístico da Paraíba – nesse caso, o trade turístico, passando pelas empresas patrocinadoras, até os setores envolvidos diretamente na organização e realização da tradicional festa de 30 dias. Este foi o modelo consagrado no último sábado, 27, quando Bruno convidou representantes de 20 segmentos da sociedade organizada de Campina Grande para compartilhar os principais pontos do decreto preventivo de medidas restritivas para o enfrentamento da Covid-19, neste momento, no âmbito do Município.
O Maior São João do Mundo, além de ser um produto exitoso de quase quatro décadas, fruto da genialidade do poeta Ronaldo Cunha Lima, projeta internacionalmente Campina Grande, reafirma nossa identidade como povo e representa também o mais importante momento econômico do ano para a cidade, depois do Natal. No ano passado, assim como aconteceu com outros importantes eventos no Brasil e no mundo, nosso São João foi cancelado, corretamente, pelas circunstâncias gravosas e porque, até aquele momento, não havia uma perspectiva clara de vacinação em massa a curto prazo no País.
Desde janeiro deste ano, a Secretaria de Desenvolvimento Econômico, por orientação do prefeito Bruno Cunha Lima, vem mantendo diálogo permanente com os segmentos que contribuem e são beneficiados diretamente com o êxito do MSJM; já houve inúmeras reuniões com os principais players e setores econômicos e sociais. E desse trabalho de construção conjunta de perspectivas, nasceu um resultado produtivo: a Prefeitura hoje dispõe de um projeto de realização do Maior São João do Mundo 2021, tendo por base, pelo menos, três cenários pandêmicos possíveis. Todos, invariavelmente todos, mantém o foco principal em protocolos rígidos em prol da preservação da vida, além de levar em conta a possibilidade de aquecimento da economia local, preservação e geração de empregos e convivência com a pandemia.
Portanto, no que depender do esforço da Prefeitura de Campina Grande, desde que sejam garantidas todas as precauções e haja uma segurança sanitária na cidade reforçada pela celeridade possível no processo de vacinação, o Maior São João do Mundo poderá ser realizado, sim, com as naturais adaptações que a pandemia impõe aos organizadores de grandes eventos. Campina Grande não se acovarda diante dos desafios. O maior deles, a luta pela preservação da vida, temos vencido diariamente. Um dos nossos grandes orgulhos, nosso São João, conta com nossa torcida, nossa energia, nossos esforços e nossa fé.

Veja também  TCE reprova contas da gestão Pollyanna Dutra em Pombal