João Paulo Medeiros

Mesmo com Paulino no Governo, Veneziano avisa: MDB não vai "simplesmente assinar ata" em 2022

Senador defende fortalecimento da legenda e musculatura eleitoral do partido

Foto: Ascom

O senador e presidente estadual do MDB no Estado, Veneziano Vital, está decidido a fortalecer a legenda para as eleições de 2022. E mais que isso: em ter o partido presente na chapa majoritária que disputará o Governo do Estado. Na avaliação dele, o partido tem musculatura eleitoral e tradição suficientes para isso.

“Já disse em outras oportunidades que nós não vamos simplesmente assinar ata. Estamos voltados para fortalecê-lo (o MDB). Por todas as justificadas razões, o partido vai fazer a sua agenda”, disse o senador ao Blog.

Ontem o Diário Oficial do Estado trouxe a nomeação do ex-governador Roberto Paulino (MDB) como secretário-chefe do Governo, um pleito apresentado pelo partido desde de abril – segundo Veneziano.
O gesto foi entendido por muitos como um ‘afago’, após a troca de comando do Podemos – que retirou da presidência um aliado de Veneziano (o ex-vereador Galego do Leite) e colocou um nome próximo ao governador João Azevêdo (Cidadania) e ao prefeito Cícero Lucena (Progressistas).
Para muitos do MDB, a nomeação de Paulino é uma coisa. Outra, totalmente diferente, é a discussão sobre o partido na chapa de 2022.

Veja também  Governo prorroga redução do ICMS no diesel para transporte público na Paraíba