João Azevêdo exonera Geraldo Medeiros e Euller Chaves; veja outras mudanças no Governo

Saídas do secretário de Saúde e do comandante da PM já estavam confirmadas. Mudança tem relação com prazo de desincompatibilização para as eleições.

Foto: divulgação

O governador da Paraíba, João Azevêdo (PSB), fez uma série de mudanças no quadro de auxiliares da gestão, por conta das eleições de outubro. Entre elas, as confirmações das saídas do secretário de Saúde, Geraldo Medeiros, e do  comandante-geral da Polícia Milita,  Euller Chaves. As trocas foram publicadas no Diário Oficial do Estado deste sábado (2), último dia para desincompatibilização dos cargos daqueles que pretendem disputar as eleições. 

Geraldo Medeiros deve disputar uma cadeira na Câmara Federal, pelo PSB. Já Euller Chaves deve concorrer para a Assembleia Legislativa.

Para a vaga de Geraldo Medeiros, o governador não nomeou ninguém ainda, mas ele adiantou ao blog Conversa Política que a secretária executiva, Renata Nóbrega, responderia pelo cargo ao menos temporariamente. 

Já no comando da PM quem assume é o tenente-coronel Sérgio Fonseca, que estava no cargo de secretário de Administração Penitenciária. O governador também mudou o subcomandante da corporação, com a nomeação do coronel José Ronildo de Souza, no lugar do também coronel José de Almeida Rosas. 

Na Administração Penitenciária, no lugar de Fonseca, quem entra é João Alves de Albuquerque, que estava na Corregedoria da Secretaria de  Secretaria de Segurança e Defesa Social. 

O governador também exonerou Jonildo Cavalcanti, da Secretaria Executiva da Agricultura Familiar e Desenvolvimento do Semiárido, e Célio Alves, da Secretaria Executiva do Orçamento Democrátioc. 

As mudanças também envolveram a Secretaria de Juventude, Esporte e Lazer. O vereador de João Pessoa Zezinho Botafogo  (Cidadania) assume a pasta que estava vaga, e Harlem Vilarim assume a secretaria executiva em substituição ao ex-jogador de vôlei de praia Zé Marco, exonerado na quinta-feira (31).

Veja também  ‘Nenhum ladrão, nenhum corrupto’, disse ex-ministro da educação ao falar sobre o MEC em evento da UFPB; veja vídeo