Angélica Nunes
Laerte Cerqueira

Governador da Paraíba pede recursos para Centro de Convenções de Campina, ramal de Piancó e Porto de Cabedelo

Por LAERTE CERQUEIRA e ANGÉLICA NUNES

Foto/Secom/PB

Como registrou o Conversa Política, hoje (24) cedo, a bancada federal da Paraíba se reuniu, em Brasília, para definir obras que prioritariamente devem receber recursos dos parlamentares no Orçamento deste ano, que, incrivelmente, ainda não foi aprovado.

O encontro teve a presença do governador João Azevêdo (Cidadania), que apresentou os projetos que ele deseja que sejam incluídos nas prioridades dos parlamentares. Foram discutidos investimentos em infraestrutura, turismo, saúde e educação.

No topo da lista de pedidos, estão os recursos para o Centro de Convenções de Campina Grande, para aeroporto de Patos, para construção da entrada do ramal de Piancó (também chamado de terceiro eixo da Transposição do Rio São Francisco na Paraíba) e para dragagem do Porto de Cabedelo, além de investimentos em saúde e educação.

Foto/Secom/PB

“Foi uma reunião extremamente positiva. O estado se sente contemplado neste momento e eu agradeço a toda bancada, composta pelos 12 deputados federais e três senadores, e tenho certeza de que ratificarão a decisão dessa reunião que irá gerar emprego, renda e trazer novos equipamentos para o estado que terá a oportunidade de continuar se desenvolvendo”, registrou o governador

Também participaram do encontro o prefeito de Campina Grande, Bruno Cunha Lima (PSD) e o secretário de Gestão Governamental e Articulação Política, Diego Tavares (PP), representando o prefeito da capital, Cícero Lucena (PP). Além do prefeito de Pedras de Fogo e ex-deputado federal, Manoel Júnior (PSC).

Veja também  TJ decide sobre “impasses” no tratamento e cobertura de planos de saúde dos autistas

O deputado estadual Wilson Filho (PTB), líder do governo na Assembleia Legislativa da Paraíba, acompanhou as discussões e propostas dos senadores de parlamentares federais.

Foco na vacinação

Em Brasília, João Azevêdo ainda irá se reunir com demais governadores para discutir o Plano Nacional de Imunização contra a Covid-19. “Após a decisão do Supremo para aquisição de algumas vacinas, nós vamos nos reunir com alguns governadores para colaborar com o Ministério da Saúde, no sentido de viabilizar propostas firmes com produtores e fabricantes de vacinas para levá-las ao ministro, a fim de que elas sejam incluídas no Plano Nacional de Imunização. O nosso objetivo é ter mais vacinas com maior rapidez para que a gente possa imunizar mais pessoas”, explicou.