Angélica Nunes
Laerte Cerqueira

Covid-19 mata 2,2% dos policiais que foram contaminados na pandemia

Por ANGÉLICA NUNES e LAERTE CERQUEIRA

 

Foto: divulgação/PM

Mesmo quando a maioria dos setores entraram em lockdown, as forças de segurança continuaram nas ruas. O resultado disso se reflete nas ‘baixas’ de policiais e bombeiros e policiais civis na Paraíba contaminados ou mortos pela Covid-19 ao longo da pandemia.

Dados obtidos pelo Conversa Política revelam que pelo menos 27 policiais morreram no último ano por complicações decorrentes do coronavírus. Essas pessoas representam 2,2% do efetivo que foi infectado durante a pandemia.

Em relação ao percentual de infectados do Estado e das Forças de Segurança (PM, BM e PC), desde o início da pandemia, enquanto a proporção geral é de 5,6%, no efetivo da Segurança é de 9,6 %.

E os números consideram apenas os testados positivo para Covid-19. Levando em conta os assintomáticos ou que tiveram sintomas leves e não buscaram atendimento médicos, esse número pode ser ainda maior.

Veja também  Com “fraturas expostas”, PSDB retoma votação eletrônica das prévias para escolher presidenciável

O secretário de Segurança Pública, Jean Nunes, enxerga os dados contabilizados como bem preocupantes e lembra que a Secretaria de Segurança vem se esforçado junto ao Colégio Nacional de Secretários de Segurança pra para tentar antecipar a vacinação dos Servidores da Segurança.

“Os policiais continuam na linha de frente do combate ao COVID, juntamente com os profissionais da Saúde. A operação Previna-se é um grande exemplo da ação e do esforço dos profissionais da Segurança do Estado nesse combate”, reforça.

Apesar do pleito, eles ainda não tiveram retorno do ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, para o pleito.