Angélica Nunes
Laerte Cerqueira

Secretário de Saúde João Pessoa defende toque de recolher a partir das 22h

Por ANGÉLICA NUNES e LAERTE CERQUEIRA

Foto: Dayse Euzébio/secom-JP

O secretário de Saúde de João Pessoa, Fábio Rocha, defende que o toque de recolher seja ampliado para o período das 22h às 5h. O decreto atualmente em vigor limita a circulação apenas da meia noite às 5h. A sua sugestão, segundo ele, será levada ao comitê criado para estabelecer as regras do novo decreto, com medidas restritivas na capital para conter o avanço da pandemia da Covid-19.

Em entrevista ao Bom Dia Paraíba na manhã desta quarta-feira (2), Rocha disse que, devido a capital estar em bandeira laranja, segundo Plano Novo Normal, a regra é que teria que haver a redução no funcionamento de bares e restaurantes e também da circulação na orla da capital para conter o avanço da pandemia.

Veja também  Veneziano vai aceitar um dos quatro nomes indicados pela Executiva Estadual do PT para vice?

“Vemos muito à noite todo mundo sem máscara. Logicamente que ninguém bebe sem máscara, o som aumenta e se reduz o distanciamento. O cidadão quando sai da farra ele vai para casa com esse vírus e dissemina para a família. Lembrando que é 80% não sente nada e tome disseminação”, argumentou Rocha.

Apesar disso, Fábio Rocha disse que tudo ainda será adequado em uma conversa entre o prefeito de João Pessoa, Cícero Lucena (PP), com o governador João Azevêdo (Cidadania). Para ele, não é justo a capital estar em uma situação de conforto, mas entrar em bandeira laranja em razão da ocupação de leitos, que chega a 80%.

Ainda segundo Rocha, “as UPAs estão normalizadas, não estão em curva ascendente, estão quase descendente, a ponto de pensarmos em torná-las híbridas novamente”, afirmou.