Angélica Nunes
Laerte Cerqueira

Bessa deve ganhar novo parque no Aeroclube e Mangabeira um terminal de integração de ônibus

Por ANGÉLICA NUNES e LAERTE CERQUEIRA

 

Foto: Francisco França/JP

A prefeitura de João Pessoa deverá transformar o Aeroclube em um novo parque. Ainda na região do bairro do Bessa, a gestão do prefeito Cícero Lucena (Progressista) pretende estender a orla de Manaíra até a altura do antigo Iate Clube.

Detalhes destes projetos foram apresentados hoje (1°) pelo secretário de planejamento do município, José William, em entrevista à TV Cabo Branco.

A conversão do Aeroclube em Parque, segundo ele, está bem adiantada. A prefeitura já firmou um protocolo de intenção com a direção do local para a sua desapropriação e está concluindo o projeto, que contará com uma série de espaço de lazer para os moradores, inclusive em composição com novas vias de acesso na área.

O Aeroclube é alvo de tentativas desapropriação há pelo menos 10 anos. Em 2010, a gestão do então prefeito Luciano Agra, tentou desapropriar o local também para a construção de um parque. Depois foi refeita a pista, mas de barro. Em junho de 2019, o STF negou um pedido da prefeitura, agora na gestão de Luciano Cartaxo, também para desapropriar o local. Há três anos, no entanto, o local está sem operar voos por interdição da Aeronáutica.

Orla

Já a proposta de dar continuidade à orla de Manaíra em toda a extensão do Bessa ainda depende de autorização do Superintendência do Patrimônio da União (SPU), já que a área fica em terreno de Marinha. “Estamos fazendo os estudos necessários para que seja feito de forma planejada”, pontuou.

Veja também  Queiroga comenta sobre contratação de empresa sem experiência para entregar as vacinas das crianças

Outra melhoria para a área é a requalificação das Avenidas Argemiro de Figueiredo e Conselheiro Luiz Henrique, dois grandes corredores do bairro, que passarão por melhorias como a criação de terceira faixas em alguns pontos e também instalação de ciclofaixa.

Foto: reprodução/TV Cabo Branco

Cabo Branco

Sobre a barreira do Cabo Branco, obra que preocupa devido à deterioração de um dos cartões-postais da cidade, o  secretário José Willian confirmou que está agenda uma licitação emergencial para o mês de julho. O trabalho emergencial será na calçadinha que cedeu com a força das chuvas e, por isso, a prefeitura teve que interditar uma das faixas na altura da antiga praça de Iemanjá.

“A obra macro entorno de proteção da falésia já foi iniciado o estudo técnico, os licenciamentos devidos, para que ela seja retomada com responsabilidade e respeito ao meio ambiente”, completou.

Mangabeira

O secretário afirmou que a prefeitura vai retomar o projeto do “Corredor de Ônibus Pedro II” e irá construir um Terminal de Integração, ao lado da Companhia da Habitação da Paraíba, entre Mangabeira e os Bancários. A obra já foi anunciada pela gestão de Cartaxo, mas não saiu do papel.