Angélica Nunes
Laerte Cerqueira

Entidades se reúnem para cobrar duplicação da BR-230 entre Campina Grande e o Sertão da Paraíba

Ministro da Infraestrutura, Tárcísio Freitas, admitiu ao senador Veneziano necessidade de emendas para obra sair do papel.

Foto: divulgação
Foto: divulgação

Parlamentares, prefeitos, lideranças políticas e representantes da sociedade civil realizam hoje (5) um encontro para articular se articular no pós-pandemia, com destaque a tentativa de viabilizar a duplicação da BR 230, no trecho compreendido entre Campina Grande e o Sertão da Paraíba, mais especificamente no trecho entre o km 152,3, na Alça Sudoeste, ao km 183,90, na Praça do Meio do Mundo. O evento será realizado no auditório da Fiep, em Campina Grande.

Segundo o blog Pleno Poder, a obra está estimada em R$ 400 milhões e vai precisar da articulação para sair do papel. A primeira parte do projeto custaria cerca de R$ 40 milhões.

Veja também  Brasil desigual: “nobreza” brasileira receberá até R$ 46,3 mil, mas salário mínimo não paga comida, moradia e transporte

A questão tem movimentado a classe política. Os recursos precisam chegar através de emendas parlamentares e dos cofres do Governo Federal. Isso foi, inclusive, o argumento dado pelo ministro da Infraestrutura, Tarcísio Freitas, em audiência com o senador Veneziano (MDB), ontem (4).

O paraibano, que está como presidente em exercício do Senado a partir desta sexta-feira, comprometeu-se a destinar emendas parlamentares para que a duplicação seja iniciada já no ano que vem, um pedido do ministro para tentar viabilizar o recurso.

Veneziano destacou a importância da obra, considerando estudos técnicos já realizados que comprovam a necessidade da duplicação, a partir do grande fluxo de veículos no trecho, sobretudo os veículos que transportam cargas.