Angélica Nunes
Laerte Cerqueira

Cícero cancela festa de Réveillon na orla de João Pessoa e mantém ‘Natal dos Sentimentos’

Decisão foi anunciada pelo prefeito da capital nesta segunda-feira (29).

Foto: Secom/JP
Foto: Secom/JP

O prefeito de João Pessoa, Cícero Lucena (Progressistas), anunciou, nesta segunda-feira (29) à tarde, a decisão de cancelar as festas de Réveillon que estavam sendo planejadas na orla da capital. Eventos particulares e reuniões familiares estarão permitidos. No caso das festas em bares e em casas de shows, com protocolos que devem ser seguidos. A praia estará livre para quem quiser ir. Vai depender da “consciência de cada um”, segundo prefeito.

A medida, de acordo com o gestor da capital, foi necessária devido ao risco de mais uma onda de contaminação da Covid-19 e preocupação das autoridades sanitárias com a nova variante do coronavírus, o Ômicron, detectada na África.

Um não estímulo às aglomerações, no momento em que todo mundo está cauteloso, com informações de uma nova variante que pode tomar dimensões que ninguém sabe. Então, não caberia o poder público fazer esse risco”, sobre as razões do cancelamento.

O prefeito Cícero Lucena chegou a afirmar que desejava fazer a festa de fim de ano descentralizada, em polos. Mas com a mudança de cenário, a proposta se tornou inviável.

O “Natal dos Sentimentos”, com polos na praia, na Praça a Independência e no Parque da Lagoa, está mantido porque, de acordo com o prefeito, não deve causar aglomeração.

Veja também  Tribunal Regional do Trabalho da Paraíba “bate” metas do CNJ em 2021

A prefeitura de João Pessoa estima que mais de 250 mil turistas devem desembarcar em João Pessoa para passar o fim de ano. A expectativa é da Secretaria de Turismo do Município (Setur) que prevê a ocupação de, no mínimo, 85% da rede hoteleira da cidade mesmo neste período.

Hotéis e estabelecimentos comerciais já anunciam festas de Réveillon, alguns com atrações nacionais.

Além da capital, as prefeituras de Cabedelo, na Grande João Pessoa, e de Cajazeiras, no sertão do estado, também confirmaram o cancelamento do Réveillon.

Brasil

Capitais como Salvador e Fortaleza, que têm tradicionais festas na virada de ano, também já anunciaram o cancelamento.

Emendas impositivas

O anúncio do cancelamento do Réveillon de João Pessoa foi feito quando o prefeito da capital autorizou a liberação de R$ 1,3 milhão de emendas impositivas dos vereadores: Zezinho, Bruno Farias, Corujinha, Humberto Pontes, Thiago Lucena, Eliza, Marcos Henriques, Mangueira, Tanilson e Damásio Franca. São parlamentares que ainda ocupam cadeiras na Câmara de João Pessoa, mas as emendas são referentes aos pedidos feitos na legislatura passada.

Os recursos foram destinados para ações sociais voltadas para crianças, adolescentes, idosos, e para área cultural. Semana passada, o gestor também liberou recursos de emendas parlamentares para instituições que tratam pessoas com câncer, como o Hospital Napoleão Laureano.