Angélica Nunes
Laerte Cerqueira

Secretário de João Pessoa critica “insensatez personificada nas festas e aglomerações do Fest Verão”

Para Luís Ferreira, tempos difíceis virão diante do aumento de casos de H3N2 e da chegada da variante Ômicron.

Foto: divulgação/Festveraopb
Foto: divulgação/Festveraopb

O secretário executivo de Saúde de João Pessoa, o médico Luís Ferreira, usou as redes sociais para desabafar sobre o que chamou de irresponsabilidade da vizinha Cabedelo, em permitir a realização do Fest Verão Paraíba. Neste sábado (8), primeiro dia da realização do evento, as imagens da festa mostram grande aglomeração que causam angústia diante do novo aumento de casos de contaminação pela Covid-19 no estado.

“Ontem vivenciamos a insensatez personificada nas festas e aglomerações do Fest Verão. Pessoas sem máscara, aglomeradas, gripadas. Sinto que não estou conseguindo expressar a irresponsabilidade que essas atitudes representam. As consequências experimentaremos em breve. Deus no ajude”, escreveu nas redes sociais.

Luís Ferreira, que no dia anterior estava engajada na força-tarefa da gestão municipal para realização de cerca de 1,5 mil testagens contra a Covid-19, disse que tempos difíceis virão diante do aumento de casos de H3N2 e da chegada da variante Ômicron.

“As UPAs estão lotadas com síndrome gripal, secretaria municipal de saúde recrutando leitos, testando para Covid-19 em massa e consciente que tempos difíceis virão. Na contramão, o verão e o esquecimento de muitos”, acrescentou.

A festa particular, assim como outras duas que estão sendo realizadas na cidade – Festival Verão On e Verão Lovina – tem o apoio do poder público municipal dentro do projeto Aqui É Cabedelo. O prefeito da cidade, Vitor Hugo, inclusive, participou da festa neste sábado. No local, tirou fotos com as atrações, como Wesley Safadão e Belo, e com aliados políticos, como a senadora Daniella Ribeira (Progressistas).

Veja também  A luta do “bem contra o mal” pregada por Michelle Bolsonaro é uma falácia

Controle

Ao Conversa Política, o secretário de Saúde de Cabedelo, Wagner Suassuna, disse que a festa foi liberada com todos os protocolos exigido pelos órgãos de fiscalização e controle, após reunião com Ministérios Públicos Federal e Estadual da Paraíba. “Os shows foram liberados depois de diversas reuniões com todos os envolvidos e os com os órgãos de controle. Fazemos isso desde dezembro de 2021”, reiterou.

Ainda segundo Suassuna, as equipes dos músicos foram testagens antes da festa. “Fomos responsáveis pela testagem da equipe do cantor Wesley Safadão, com o intuito esclarecer dúvidas veiculadas nas mídias sociais, sobre a possibilidade dos membros da banda estarem com Covid-19. Todos testaram negativo”, afirmou.

Além disso, a equipe da Saúde também teria feito controle do passaporte da vacina dentro do local, com checagem aleatório dentro do show, assim como acordado com os órgãos de controle.