Angélica Nunes
Laerte Cerqueira

Em João Pessoa, Bolsonaro diz que está numa “luta do bem contra o mal”

A frase foi dita no fim do discurso do evento de entrega de 960 apartamentos, no Bairro das Indústrias, na manhã desta sexta-feira (24).

O evento era da agenda oficial, administrativo, mas com todos os ingredientes e falas de quem está em pré-campanha à reeleição, de quem tem um adversário pela frente.

Em solenidade da entrega de dois conjuntos habitacionais, com 960 apartamentos, no Bairro das Indústrias, o presidente Jair Bolsonaro voltou a dizer que vive uma luta do “bem contra o mal”.

Ele sendo o bem e registrando, claro, que o bem sempre vence.

“Vamos em frente, o Brasil é um grande país, mais do que no futuro, é o país do presente. Nós sabemos o que está em jogo. No momento temos uma luta do bem contra o mal e sabemos que o bem sempre venceu”, concluiu.

No discurso, Bolsonaro voltou a se eximir da culpa da recessão e da inflação e disse que os que fecharam o comércio na pandemia são os responsáveis pela crise.

“Eu sempre disse, que o povo devia continuar trabalhando. Tava errada a política de fechar tudo pelo Brasil. O fique em casa, estamos vendo que não deu certo. Eu não fechei uma casa de comércio sequer. Vivemos momentos difíceis, no Brasil e no mundo, uma inflação no mundo todo”, afirmou.

Polêmicas

Bolsonaro tocou nas questões polêmicas como aborto, legalização da drogas e o que ele chama “ideologia de gênero”, ressaltando seu posicionamento contrário e insinuando que seus adversários são a favor.

“Não queremos que o nosso Brasil, encaminhe para o lado da esquerda que a única certeza é a pobreza e desesperança. Vocês têm um governo que respeita seus policiais, a família Brasil e que deve lealdade para seu povo e contra o aborto, que é contra a ideologia de gênero. Um governo que acima de tudo respeita a família brasileira, até mesmo esse evento”.

Obras

Falou ainda que não quer fazer novas obras, mas concluir as que estava paradas. Citou a transposição do Rio São Francisco. E afirmou que vai concluir a triplicação da BR-230, entre Cabedelo a João Pessoa. Tema, inclusive, de um registro feito pelo Conversa Política: Qual parlamentar cobrará a Bolsonaro a conclusão da “triplicação da BR-230” entre Cabedelo e João Pessoa?

“Como disse o ministro, não queremos só novas obras, nós queremos é concluir obras pelo Brasil. O próprio ministro disse que mais de 15 mil obras foram concluídas em nosso governo. É fácil começar, mas é difícil concluir. Assim foi a transposição”, lembrou.

Auxílio Brasil de R$ 600

Afirmou que vai, realmente, aumentar o Auxílio Brasil de R$ 400 para R$ 600 ainda este ano.

Veja também  Mais de 15 mil crianças foram registradas na Paraíba sem o nome do pai nos últimos cinco anos

“A imprensa está anunciando: o Auxílio Brasil passar de R$ 400 para R$ 600 […] Só aqui na Paraíba, 1,5 milhão de pessoas recebem o benefício. E diferente do Bolsa Família, quem fosse trabalhar, perdia o Bolsa Família. Com o auxílio Brasil, pode trabalhar que não perde o auxílio Brasil. Isso é nossa obrigação. E no mais, também é obrigação, um governo que não roube, que não seja corrupto”, destacou.

Aliados

Bolsonaro fez questão de festejar a presença dos aliados políticos que são pré-candidatos como ele. Destaque para Nilvan Ferreira, pré-candidato ao governo da Paraíba (PL), festejado pelo publico, e para o ministro paraibano Marcelo Queiroga, elogiado pelo presidente.

“O governo comprou todas as doses e essa é nossa missão. Queiroga que é paraibano e cabra da peste igual a vocês. O nosso governo, um terço dos nossos ministros, são nordestinos. A representação competente é enorme. Como o deputado Wellington Roberto que está aqui presente. Como o cabo Gilberto Silva e Walber Virgolino. Eu comecei na minha vida como vereador em 1979, como o JB Carlão. Todo JB é gente fina. Dizer a vocês, agradecer a presença do Queiroguinha, Nilvan Ferreira, e um outro paraibano que bem antes de eu me apresentar como presidente, estava comigo: Tércio Arnoud”, festejou.

Veja mais imagens:

Colaboração: Vanessa Oliveira