Angélica Nunes
Laerte Cerqueira

Em convenção conjunta, MDB e PT confirmam Veneziano, Maísa e Ricardo

O evento foi no Clube Cabo Branco, em João Pessoa, e estava lotada por militantes dos dois partidos. Veneziano e Ricardo chegaram juntos e estavam acompanhados da vice, Maísa Cartaxo (PT), e do marido dela, Luciano Cartaxo, ex-prefeito de João Pessoa.

O MDB e PT confirmaram, nesta sexta-feira (05), as candidaturas de Veneziano Vital (MDB) ao governo da Paraíba, Maísa Cartaxo (PT) na vice, e o ex-governador Ricardo Coutinho (PT), na disputa ao Senado.

A convenção foi no Clube Cabo Branco, em João Pessoa, e estava lotada por militantes dos dois partidos. Veneziano e Ricardo chegaram juntos e estavam acompanhados da vice, Maísa Cartaxo (PT), e do marido dela, Luciano Cartaxo, ex-prefeito de João Pessoa, além do irmão gêmeo, ex-secretário municipal, Lucélio Cartaxo, ambos do PT.

Em clima de festa, abraçaram eleitores e admiradores, tiraram fotos e, em meio a “batucada”, falaram com a imprensa ainda na entrada do evento. Veneziano fez críticas ao governo atual e defendeu a chapa escolhida.

A Paraíba deseja ter um governo dinâmico ágil, deixar a lentidão, deixar a lerdeza, deixar um governo que não respondeu as nossas expectativas. Deixar esse governo de lado e vir experimentar uma nova realidade. Com as experiências administrativas que essa chapa tem. Com a vivência política, com o sentimento e espírito de dialogar com a sociedade paraibana”, afirmou Veneziano.

A professora Maísa Cartaxo destacou o protagonismo feminino e sua atuação no governo do marido, ex-prefeito da capital.

“Tenho uma vida marcada por desafios (…) conseguir estimular políticas públicas na gestão Cartaxo e isso me traz expertise para contribuir efetivamente com a política, protagonizada pelo governador Veneziano, desde o Sertão, onde tenho raízes, conhecendo toda a realidade, do nosso Sertão (…) Eu acredito que posso muito contribuir (…) estimular o protagonismo feminino”, afirmou Maísa.

O ex-governador  Ricardo Coutinho afirmou que está confiante que será candidato ao Senado, mesmo com recursos pendentes no STF, pelos quais ele tenta derrubar sanção do TSE que o tornou inelegível por abuso de poder político e econômico em 2014.

Eu estou tão tranquilo que eu já percorri esse estado duas vezes (…) Eu não faria um esforço desse se eu não tivesse assim… primeiro a crença na justiça verdadeira, e compreendendo o que esse país produziu. Esse país produziu muito ódio (…) Agora, a roda gira e nós tamos aqui não só esperançosos, mas convictos da oportunidade de colocar o nosso nome para que o povo possa escolher”, destacou.

Coutinho destacou que a convenção era só um evento protocolar, mas se surpreendeu com a quantidade de militantes no evento.

Veja também  Veneziano registrada candidatura ao governo da Paraíba com Maísa na vice

“Nem jogamos peso na convenção porque era, seria mais uma convenção burocrática, mas quando a gente vê tem um multidão dessa vinda de todos os recantos, que é o prenúncio de um vitória do Lula, de Veneziano e da minha vitória ao Senado. Eu muito feliz com que eu vendo (…)”, afirmou.

Também estavam no evento os suplentes de Ricardo, o deputado estadual Jeová Campos e o empresário Alexandre Santiago, vários candidatos a deputado estadual e federal do PT e do MDB. Muitos deles discursaram antes da chegada dos candidatos da majoritária.

Veneziano Vital do Rêgo

Veneziano Vital do Rêgo Segundo Neto nasceu em Campina Grande, em 1970, é advogado e presidente estadual do MDB. Já foi vereador e prefeito de Campina Grande por dois mandatos consecutivos, deputado federal pela Paraíba e, atualmente, é senador.

Nas eleições de 2018, foi eleito senador pela Paraíba, com 24,63% dos votos válidos.
Votou a favor do processo de impeachment de Dilma Rousseff. Em abril de 2017, foi contrário à Reforma Trabalhista. Em agosto de 2017, votou a favor do processo em que se pedia abertura de investigação do então presidente Michel Temer.

Em abril de 2018 filiou-se ao PSB e se lançou pré-candidato ao Senado Federal na chapa com João Azevedo, também do PSB, com apoio do então governador Ricardo Coutinho, na época também do PSB. Confira a entrevista de Veneziano na sabatina da CBN: