Conselheiro Nominando Diniz é eleito para a presidência do TCE-PB

Ele vai comandar a Corte de Contas pelo biênio 2023-2024 no lugar de Fábio Nogueira, que abriu mão do sistema de rodízio para a presidência em seu benefício. 

O conselheiro Nominando Diniz foi eleito, nesta quarta-feira (7), presidente do Tribunal de Contas da Paraíba para os próximos dois anos. Ele vai comandar a Corte de Contas pelo biênio 2023-2024 no lugar de Fábio Nogueira, que abriu mão do sistema de rodízio para a presidência em seu benefício.

A escolha é uma reviravolta na carreira do conselheiro do TCE-PB, que foi afastado dos trabalhos em dezembro de 2019, por suposto envolvimento dele na Operação Calvário.

Sobre a decisão monocrática do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Nominando a classificou como “injustiça” durante seu discurso de agradecimento pela escolha.

Só o meu retorno já diz tudo em relação ao afastamento durante um ano. A ação mostra que todos os nossos atos foram pautados dentro da legalidade. Foi assim que sempre me pautei na vida pública, quando presidi a Assembleia Legislativa e também nessa presidência”, afirmou Nominando.

De acordo com o atual presidente, o conselheiro Fernando Catão, a eleição é um momento importante para assegurar a alternância no comando da Corte.

Os cinco conselheiros votaram e elegeram Nominando Diniz como presidente; Fábio Nogueira como vice; Antônio Gomes como Corregedor; Renato Feliz como Ouvidor; Fernando Catão para presidir a 1ª Câmara; André Carlo para a 2ª Câmara e Arnóbio Viana como coordenador da Ecosil.