João Paulo Medeiros

TCE julga irregulares contas de Livânia e manda OS investigada na Calvário devolver R$ 19 milhões

Julgamento aconteceu ontem. Amanhã conselheiros analisam contas do ex-governador Ricardo Coutinho

Foto: reprodução

O Tribunal de Contas do Estado determinou ao Instituto de Psicologia Clínica, Educacional e Profissional (IPCEP) a devolução de R$ 19 milhões aos cofres públicos. A Organização Social (OS) gerenciou o Hospital Metropolitano Dom José Maria Pires no exercício de 2019. Além disso, os conselheiros também julgaram irregulares as contas de 2013 da ex-secretária de Administração do Estado, Livânia Farias.
Tanto a ex-secretária como o IPCEP foram alvos da Operação Calvário, do Gaeco.

Ao analisarem as contas da OS, os conselheiros identificaram despesas excessivas e/ou não comprovadas, indícios de superfaturamentos em contratos, entre outras falhas.

Já no caso de Livânia pesou sobre o julgamento possíveis irregularidades no processo de licitação para aquisição de uma aeronave (Helicóptero), além de ausência de requisitos legais para um contrato de aluguel da Casa da Cidadania, em João Pessoa.
Amanhã o TCE se reúne mais uma vez, virtualmente. Na pauta estão as contas do ex-governador Ricardo Coutinho.

Veja também  Reunião entre tucanos e Romero e Bruno, em Brasília, vai definir rumos do grupo em 2022