João Paulo Medeiros

Investigados por fraudes, empresários fazem acordo para devolução de R$ 15 milhões ao Estado

Ação deflagrada ano passado apura uso de empresas de fachada e sonegação fiscal

Foto: GETTY IMAGES via BBC

Dois empresários investigados na Operação Noteiras, deflagrada ano passado para apurar fraudes tributárias na Paraíba, firmaram um acordo para devolução de uma ‘bagatela’ superior a R$ 15,1 milhões aos cofres públicos do Estado.
Os valores estavam bloqueados e o acordo teve o aval do Ministério Público. Outros valores, que fazem parte da investigação, continuam sob sequestro.
Na decisão que homologou o acordo a Justiça determinou que, após o pagamento, os dois não precisarão mais usar tornozeleiras eletrônicas, além de cumprir algumas medidas cautelares.
Foto: reprodução

A operação teve o objetivo de desarticular um esquema de fraudes que teria movimentado R$ 200 milhões. Os mandados de busca e de prisão, na época, foram cumpridos nas cidades de João Pessoa, Campina Grande, Patos e Sousa.
As investigações afirmam que o grupo usou empresas de fachada para simular operações de compra e venda de mercadorias, com o fim de acobertar operações realizadas por outras empresas, promovendo a circulação de mercadorias sem o recolhimento do imposto devido.
A ‘bagatela’ devolvida, certamente, poderá fazer a diferença na vida de muitos paraibanos.

Veja também  Ventos empurram Veneziano para candidatura. Ele e João Azevêdo sabem disso