João Paulo Medeiros

Na Paraíba: Justiça manda bloquear R$ 1,2 milhão de ex-prefeita e investigados em obra de escola

Foto: ASCOM / JFPB
Foto: ASCOM / JFPB

Uma decisão do juiz da 8ª Vara da Justiça Federal na Paraíba, Guilherme Castro Lôpo, determinou a indisponibilidade de bens da ex-prefeita da cidade de Uiraúna, Glória Geane de Oliveira Fernandes, de mais quatro pessoas e de duas construtoras.

O grupo é investigado pelo MPF por supostas irregularidades na construção de uma escola pública.

De acordo com o processo, a prefeitura recebeu R$ 1,2 milhão do FNDE para construir a unidade de ensino. O município teria pago R$ 912,8 mil, mas apenas 27,33% da obra foi concluída.

Veja também  Para disciplinar réveillon, Governo publicará novo decreto amanhã na Paraíba

Foto: reprodução

Cabe recurso da decisão. O blog não conseguiu contato com a ex-prefeita Glória Fernandes, nem com os demais citados na decisão judicial.

Uiraúna é o mesmo município em que, recentemente, o ex-prefeito João Bosco Fernandes foi flagrado colocando dinheiro na cueca. Segundo a Polícia Federal, os recursos seriam propina. Esse último caso está sendo investigado na ‘Operação Pés de Barro’.