João Paulo Medeiros

Justiça arquiva inquérito que citava ex-deputado da Paraíba em ‘Caixa 2’ da Odebrecht

Inquérito foi arquivado por falta de provas, a pedido do MPF

Foto: Arquivo Jornal da Paraíba

Uma decisão da 16ª Vara da Justiça Federal na Paraíba determinou o arquivamento de um inquérito que apurava supostas doações feitas pela Odebrecht para o ex-deputado federal paraibano Inaldo Leitão. As acusações foram feitas por executivos da empreiteira e relataram a doação de R$ 100 mil, em Caixa 2, para o paraibano – com vistas às eleições de 2010.

Na época vários políticos e agentes públicos brasileiros foram citados, também, pelos delatores.

Após concluir as investigações, o Ministério Público Federal (MPF) concluiu que os fatos relatados não se confirmaram e pediu o arquivamento do procedimento.

O MPF considerou que Inaldo Leitão sequer disputou as eleições de 2010 e que “não foi possível colocar o investigado nos locais indicados nos documentos disponibilizados pelos delatores e analisados pela perícia da Polícia Federal”.

Veja também  Na Paraíba: Justiça cassa mandatos de prefeito e do vice por captação ilícita de votos

Foto: reprodução

Há uma máxima que diz que o Direito é prazo e prova. Nesse caso em específico, de Inaldo Leitão, sobraram acusações dos delatores, mas faltaram provas. Os fatos investigados não se confirmaram.