João Paulo Medeiros

Após operação, prefeito diz que foi ‘receptivo’ e agradece “reciprocidade” da Polícia Federal

Gestor diz que denúncia foi feita pela oposição em período eleitoral

Foto: reprodução
Foto: reprodução

Alvo de um dos mandados de busca e apreensão da ‘Operação Princesa do Sertão’, realizada hoje pela Polícia Federal na cidade de Princesa Isabel, o prefeito Ricardo Pereira do Nascimento fez agora há pouco um pronunciamento público. Nas redes sociais ele disse ter sido receptivo com a visita dos investigadores e agradeceu a “reciprocidade” das equipes.

No mesmo vídeo o gestor aproveitou para fazer a própria defesa.

“Queremos agradecer à receptividade que nós demos e que fomos recebidos pela reciprocidade da Polícia Federal”, disse o gestor, acrescentando que colocou à disposição o seu sigilo bancário e fiscal.

“Somente o tempo irá, dentro dos autos, provar a nossa inocência”, afirmou o prefeito em outro trecho da publicação.

Assista aqui o vídeo publicado pelo prefeito

Além da casa do prefeito, as equipes também cumpriram mandados na sede da prefeitura, da secretaria de saúde e na residência da secretária de saúde do município.

Veja também  No comando da Fiep desde 1995, Buega decide antecipar eleição interna para novo mandato

Os mandados foram expedidos pelo TRF5.

A investigação

A operação de hoje é um desdobramento de investigações feitas pelo Ministério Público Federal (MPF). O órgão já havia ingressado na Justiça com uma ação de improbidade, resultando no bloqueio de bens de alguns dos investigados – entre eles o prefeito da cidade, Ricardo Pereira.

A investigação do MPF apura a possível prática de sobrepreço na compra de testes rápidos e de máscaras, por parte da prefeitura de Princesa Isabel, para o enfrentamento à pandemia.

De acordo  com a ação, o município comprou 5 mil testes rápidos e 40 mil máscaras descartáveis à empresa, no valor de R$ 420 mil. E um levantamento feito pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE-PB) teria constatado indícios de sobrepreço no valor de R$ 268,5 mil nas aquisições.