João Paulo Medeiros

Alvo na Famintos, ex-secretária de Educação de Campina Grande tem contas reprovadas pelo TCE

Decisão é da 2ª Câmara do TCE. Conselheiros aplicaram multa de R$ 12 mil

Sede do Tribunal de Contas do Estado da Paraíba (TCE-PB)
Foto: Arquivo

A ex-secretária de Educação de Campina Grande, Iolanda Barbosa, teve as contas de 2019 reprovadas pela 2ª Câmara do Tribunal de Contas do Estado (TCE). A decisão considerou as supostas fraudes em licitações investigadas na Operação Famintos, que investigou um ‘esquema’ na merenda escolar entre os anos de 2013 e 2019 em Campina Grande.

Iolanda foi alvo da investigação e, em primeiro grau, foi condenada a 88 anos pela 4ª Vara da Justiça Federal. Ela recorreu da decisão junto ao TRF5.

Na mesma sessão os conselheiros julgaram regulares as contas de dois ex-secretários da Pasta: George Iregildo da Silveira e Rodolfo Gaudêncio Bezerra.

Veja também  Motociata de Bolsonaro vai percorrer 17 quilômetros em Campina Grande; veja principais ruas

Para Iolanda o TCE aplicou multa de R$ 12,3 mil. Cabe recurso da decisão no TCE. Assim como fez na Justiça Federal, a ex-secretária deve recorrer.