João Paulo Medeiros

Vereadores querem aumentar em quase 42% salários de prefeito, vice e secretários de Patos

Prefeito passaria a receber R$ 24 mil por mês

Prefeitura de Patos, na Paraíba — Foto: Leonardo Silva/Jornal da Paraíba
Foto: divulgação

Crise é uma palavra que, certamente, tem passado longe do vocabulário dos vereadores da cidade de Patos, no Sertão. A cidade até bem pouco tempo foi destaque por acumular uma dívida milionária, mas mesmo assim a ideia fixa de reajustar os salários do prefeito, do vice e dos secretários municipais não sai da cabeça dos parlamentares.

Em 2020 a Câmara tentou aumentar de R$ 17 mil para R$ 27 mil os salários do prefeito, do vice e dos secretários, em plena pandemia. A proposta chegou a ser aprovada, mas foi derrubada na Justiça. 

Agora, de novo.

Dessa vez um projeto apresentado pela Mesa Diretora da Câmara quer conceder um aumento de quase 42% no salário do chefe do executivo. E, por consequência, do vice e dos auxiliares.

Pela proposta, o prefeito de Patos passaria a receber R$ 24 mil. No projeto, os vereadores dizem que o reajuste leva em consideração o índice inflacionário acumulado desde 2013, ano do último reajuste.

Veja também  Candidato de Bolsonaro, Bruno Roberto declara R$ 8,4 milhões; patrimônio é superior à soma de todos os adversários

“Poderia chegar a R$ 28,8 mil”, argumenta a Mesa Diretora na justificativa do projeto, considerando que o acumulado inflacionário para o período foi de 69,8%.

O projeto ainda não foi aprovado e também não passou pela Procuradoria da Câmara.

Se a proposta chegar na Procuradoria, o procurador José Lacerda Brasileiro avisa que dará um parecer contrário. Ele considera “impossível a concessão do aumento sem que ele seja estendido para todos os servidores”.

Os demais servidores de Patos, certamente, bem que gostariam de um aumento desses.

Confira aqui o projeto na íntegra