Na CBN: Raniery deixa porta aberta para Léa Toscano, mas “metodologia” precisa ser observada

Foto: Nyll Pereira/ALPB

Depois dos acenos da ex-prefeita de Guarabira Léa Toscano, de que pode dialogar com a base do governador João Azevêdo (PSB), o deputado federal Raniery Paulino (Republicanos) complementou o cenário de ‘portas abertas’ entre os dois grupos políticos – adversários históricos na cidade. Raniery, porém, pondera que Léa precisará observar a “metodologia”, caso os entendimentos com a base governista prossigam.

“Não tenho dificuldade de dialogar com ninguém. Mas vai ter que romper com o prefeito e observar a metodologia de escolha. A gente teria que conversar”, assinalou o deputado, em entrevista à Rádio CBN.

Caso a ex-gestora escolha por ingressar em um partido de oposição ao grupo de João, como o União Brasil, por exemplo, o grupo Paulino precisará encontrar um nome para o embate. O da ex-prefeita Fátima Paulino e o do próprio Raniery não estão descartados.

Tudo vai depender, em resumo, do nível de aproximação dos Toscanos com o Governo (Se isso vai ocorrer ou não). Da parte dos Paulinos, pelo visto, não há impedimento prévio.

“Momento da Política”: Deputado Federal Raniery Paulino