Combate à dengue: João Pessoa vai usar drones para soltar inseticida

Secretário de Saúde explicou à TV Cabo Branco que medida será utilizada para combate à dengue em casos de residências e prédios abandonados.

Foto: Francisco França

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de João Pessoa vai utilizar no combate à dengue drones para soltar inseticidas em focos de água parada localizados em ambientes particulares fechados. A informação é do secretário de Saúde Luís Ferreira à TV Cabo Branco.

Luís Ferreira citou como exemplos de ambientes casas sem moradores que possuem piscinas ou outras poças de água. Como não é possível entrar nesses locais, os drones irão pulverizar inseticidas para a prevenção da dengue.

“Naqueles ambientes que não têm morador, que a gente recebe denúncia, tem uma piscina que está abandonada numa casa que não tem morador e a gente não consegue entrar, a gente vai fazer a aplicação dessa medicação via drone”, explicou.

O uso de drones, no entanto, ainda não tem previsão para começar porque, segundo o secretário, estão em fase de estudo para verificar a viabilidade econômica.

A decisão de utilizar drones leva em conta o aumento de casos notificados de dengue em João Pessoa. Foram 1.191 em fevereiro e, até agora, 200 em março.