DJ Ivis é vaiado em palco de Tarcísio do Acordeon; caso levanta debate sobre violência contra a mulher

Paraibano, que foi indiciado e preso por agressões à ex-esposa, recebeu apoio de vários aristas, e caso levantou debate nas redes sociais sobre como o Brasil vê a violência contra a mulher.

Reprodução/Globo

O paraibano Iverson de Souza Araújo, de 30 anos, conhecido como DJ Ivis, foi vaiado pelo público neste sábado (4) após subir no palco de um show de Tarcício do Acordeon, em São Paulo. Em julho de 2021, ele foi preso e indiciado pela Polícia Civil do Ceará por lesão corporal, ameaça e injúria no âmbito da violência doméstica, conta a ex-esposa, Pamella Holanda. As agressões foram registradas em vídeo. Em outubro, o paraibano foi solto após o sétimo pedido de habeas corpus apresentado pela defesa.

 

O evento em que DJ Ivis esteve foi a “Noite do Piseiro”, que aconteceu na Estância Alto da Serra, em São Bernardo do Campo. Após as vaias do público, ele saiu imediatamente do palco.

 

 

Vídeo: saiba tudo sobre a denúncia de agressão à ex-exposa cometida pelo paraibano DJ Ivis

Outro evento que contou com a presença do DJ Ivis foi o “Garota Vip”, organizado pelo cantor Wesley Safadão, realizado no Sambódromo do Anhembi, em São Paulo. Em novembro, Safadão anunciou que uma das músicas de seu novo DVD tem a assinatura do DJ Ivis. Na última sexta-feira (3),  o artista divulgou diversos vídeos nos stories do Instagram nesta sexta-feira (3), nos quais aparece gravando o primeiro clipe após a soltura.

Além de Wesley Safadão e Tarcísio do Acordeon, outros artistas como João Gomes, Eric Land e Avine Vinny manifestaram apoio ao DJ Ivis. ‘Deus te abençoe meu irmão. Todos merecem perdão e uma segunda chance’, escreveu o cantor Eric Land. João Gomes, por sua vez, disse “que Deus lhe abençoe e cuide de todos os seus planos. Ele tem algo especial reservado em sua vida ainda. Sua música é boa e traz alegria. É o que o povo precisa. Se cuide. Papai do céu abençoe”.

Veja também  Paraíba abre seleção para espetáculos de artes cênicas feitos por mulheres

Eric Land, Nene Bonilha, Avine Vinny e outros artistas manifestam apoio a DJ Ivis
Eric Land, Nene Bonilha, Avine Vinny e outros artistas manifestam apoio a DJ Ivis.
Foto: Reprodução/Instagram
João Gomes manifesta apoio a DJ Ivis
João Gomes manifesta apoio a DJ Ivis.
Foto: Reprodução/Instagram

 

Debate nas redes sociais

O apoio que DJ Ivis vem recebendo, inclusive voltando ao mundo da música, pouco mais de quatro meses depois que os vídeos das agressões à ex-esposa chocaram o Brasil, levantaram um debate nas redes sociais sobre como o país enxerga a violência contra a mulher.

É fato que todos merecem uma segunda chance, mas será que o acolhimento no meio artístico em um intervalo de tempo tão pequeno não passa uma mensagem de impunidade? De que mesmo você espancando sua esposa na frente de seu filho recém-nascido, com imagens em vídeo, basta um pedido de desculpas e seus contratos milionários serão mantidos?

Por outro lado, os usuários nas redes sociais questionaram o quanto o cancelamento para mulheres é muito mais cruel. Um dos casos recentes foi o da cantora Luísa Sonza, quando, diante de um rumor de que a mesma teria traído o ex-marido Whindersson Nunes, sofreu diversas críticas na internet.

DJ Ivis é vaiado
Uusuários comentam apoio que DJ Ivis tem recebido de outros artistas
Foto: Reprodução/Twitter