Ala ursa invade gravação de coreografia de k-pop, em João Pessoa; veja vídeo

Registro em vídeo foi compartilhado no perfil do grupo, o “Bratz Dance Group”, e chamou a atenção nas redes sociais.

Ala ursa ‘invade’ coreografia de grupo de dança de k-pop, em João Pessoa

Um grupo gravava uma coreografia de k-pop no Cabo Branco, em João Pessoa, quando um bloco de ala ursa que passava pelo local entrou na dança. O registro em vídeo foi compartilhado no perfil do grupo, o “Bratz Dance Group”, e chamou a atenção nas redes sociais.

Viviane, uma das integrantes do grupo, explicou ao JORNAL DA PARAÍBA que eles estavam gravando a coreografia da música “Fever”, do grupo coreano Enhypen, para o canal deles no YouTube. Antes da coreografia, resolveram fazer um conteúdo para o Instagram, quando o bloco de ala ursa apareceu e roubou a cena.

“Na hora do vídeo eles apareceram e entraram na fila para participar também, então naaada foi planejado. Como ficou muito engraçado, não gravamos outro e decidimos por postar ele no TikTok e Instagram”, relatou.

A ala ursa, também conhecida como “La Ursa” em alguns lugares do Brasil, é uma manifestação cultural carnavalesca em que o personagem principal é um urso (ou outros animais, como é o caso do gorila da ala ursa que invadiu a coreografia de k-pop), acompanhado por uma bateria.

Veja também  Paraíba abre seleção para espetáculos de artes cênicas feitos por mulheres

Em João Pessoa, são as agremiações mais populares do Carnaval Tradição, principalmente porque, alguns meses antes do período carnavalesco, eles já costumam circular com seus batuques pela cidade arrecadando doações para o desfile.

Grupo Bratz

O grupo de João Pessoa surgiu em 2018 e é composto por oito dançarinas que fazem coreografias de bandas masculinas de pop coreano, o k-pop. Segundo Viviane, eles já participaram de eventos de quadrinhos e cultura pop, como Supercon e HQPB, e utilizam a internet como meio de divulgação do trabalho.

“Você pode encontrar grupos mistos com meninas e meninos no mesmo grupo mas o foco do Bratz é continuar com apenas meninas que dançam boygroup. Postamos alguns vídeos nas redes sociais e estamos tentando encontrar nosso espaço pelo YouTube para ter um reconhecimento nesse meio do k-pop”, afirmou.