Gerson admite que Botafogo-PB precisa investir no setor ofensivo para evoluir na próxima temporada

Em entrevista ao CBN Esporte Clube, treinador lamenta baixo poderio do ataque do Belo em 2021, e afirma que planejamento para o ano que vai focar nas peças desse sistema.

Gerson Gusmão, técnico do Botafogo-PB | Foto: Divulgação / Botafogo-PB

Mantido para 2022, o técnico Gerson Gusmão admitiu que o Botafogo-PB vai precisar investir no setor ofensivo após uma temporada marcada pelo baixo poderio no ataque. O treinador concedeu entrevista ao CBN Esporte Clube dessa terça-feira e também contou detalhes de sua renovação de contrato com o Alvinegro da Estrela Vermelha, além de falar sobre o que espera de um ano em que ele largará na campanha da equipe desde o início.

O fato é que a defesa do Botafogo-PB foi muito elogiada durante a Série C do Campeonato Brasileiro, sofrendo apenas 15 gols em 24 jogos disputados na competição nacional. Em contrapartida, o rendimento ofensivo foi fraco, com 19 tentos marcados, uma média de 0,79 gol por partida. Foi por essas e outras que Gerson Gusmão garantiu que investir nesse setor passa a ser uma prioridade do Alvinegro.

— Não é novidade para ninguém que setor ofensivo necessita de um maior investimento. Infelizmente, o ano para o Botafogo-PB, financeiramente, foi de reestruturação. A partir disso, o clube fez aquilo que estava ao seu alcance e, infelizmente, acabou faltando mais peças que jogam mais à frente. Tivemos infelicidades de ter alguns jogadores que vieram para ser os camisas 9 e acabaram sofrendo lesões graves. Isso também tem que ser entendido. O custo desses atletas profissionais permanece. Não tem como simplesmente você dar as costas para o jogador. E o Botafogo-PB trabalhou muito bem isso. Infelizmente, o resultado que todos nós queríamos, que era o acesso para a Série B, acabou não vindo, mas tenho certeza que, a direção trabalhando com suas convicções, conseguindo melhorar algumas coisas que são possíveis, a tendência é que o Botafogo-PB seja mais forte ainda, no próximo ano, e que a gente vá brigar por um acesso — analisou o técnico.

Éderson foi contratado para ser o 9 do Botafogo-PB e marcou gols importantes, mas foram apenas quatro, pouco para o que se esperava (Foto: Guilherme Drovas / Botafogo-PB)

Gerson contou que a conversa com a diretoria do Botafogo-PB para a sua renovação de contrato foi logo no domingo e ele disse que gostou do que ouviu. De acordo com o comandante, é mais importante seguir um projeto já iniciado do que começar um novo do zero.

— Tivemos uma conversa no domingo, onde o clube apresentou o que tinha como projeto para o próximo ano, daquilo que pensava a nível de investimento e de algumas melhorias que a gente precisa fazer. Foi de encontro com aquilo que eu também esperava. Eu sou um profissional que gosta de continuidade. Partindo de um estágio que você já participou, em termos de atletas de estrutura; conhecendo o clube, você não tem as mesmas dificuldades que você poderia encontrar em um clube novo. Não é só camisa. Outros fatores também influenciam. Sabendo da maneira como o clube trabalha, fica mais fácil. Foi bem tranquila a conversa. O clube apresentou o projeto e apresentou uma proposta. Eu fiquei de analisar. Tinha uma outra proposta. Em termos financeiros, (a outra proposta) era muito superior à proposta daqui. Mas não é só isso que importa para mim. Eu prefiro e gosto de dar continuidade ao trabalho, até mesmo para que a gente possa dar sequência às situações que aconteceram neste ano — disse Gerson Gusmão.

Gerson chegou ao Botafogo-PB em maio, substituindo Marcelo Vilar, que não vinha conseguindo encontrar o melhor futebol da equipe. Ao longo da temporada, com Gusmão, o Belo se tornou competitivo, disputou 37 jogos e acumulou 14 vitórias, 18 empates e apenas cinco derrotas, um aproveitamento de 54,05%.

Veja também  Atlético-PB acelera montagem do elenco e anuncia contratação de lateral e volante para o Paraibano

Botafogo-PB; Botafogo-PB torcida
Com o apoio da torcida, Gerson Gusmão espera um 2022 diferente para o Belo (Foto: Guilherme Drovas / Botafogo-PB)

Apesar dos bons números, os resultados acabaram não sendo tão positivos para o Botafogo-PB em 2021. No Campeonato Paraibano, a eliminação para o Campinense na semifinal comprometeu as finanças para 2022, já que o Belo acabou não conseguindo a classificação para a Copa do Brasil. Na Série C, o Alvinegro foi além, se classificando na primeira fase com uma campanha boa. No entanto, no quadrangular do acesso, o time chegou perto de conquistar a vaga, mas foi eliminado na última rodada com requintes de crueldade, caindo para o Ituano, que veio a ser o campeão, e vendo o Criciúma bater o Paysandu fora de casa, carimbando o passaporte para a Série B.

Mesmo com as frustrações, a temporada não terminou de todo mal. Afinal, o Belo conseguiu se classificar para a fase de grupos da Copa do Nordeste, eliminando Imperatriz e, posteriormente, Vitória. O confronto com o Leão foi definido nas penalidades após dois empates com a bola rolando.

Para evitar contratempos e almejando uma temporada sem tantos percalços, Gerson Gusmão e o Botafogo-PB já trabalham no planejamento para 2022. A campanha, por sinal, vai contar com as disputas do Paraibano, da Copa do Nordeste e da Série C do Brasileirão. O treinador afirmou que o objetivo para o primeiro semestre é mesmo ser campeão estadual, o que garante a confirmação da vaga na Copa do Brasil de 2023, rendendo bons recursos para a montagem da equipe no ano seguinte.

— A gente ainda está discutindo sobre essa situação (planejamento do primeiro semestre). Ainda não houve um consenso sobre essa situação. Estamos ajustando algumas coisas. A gente sabe da importância que tem a competição estadual, que o Botafogo-PB precisa voltar a ser campeão. O torcedor espera. Não pode ser diferente. E também a Copa do Nordeste e a Série C, que é o principal objetivo. Ninguém esconde isso. Mas o processo do estadual e da Copa do Nordeste é importantíssimo. O clube conseguindo fazer um investimento médio, vai conseguir ter boas participações. A gente precisa dentro do Campeonato Paraibano conquistar essa vaga na Copa do Brasil, para que em 2023 o clube possa ter um orçamento maior. Esse é o grande objetivo. O clube precisa crescer a cada ano — contou.

Gerson Gusmão
Após renovar com Gusmão, o Botafogo-PB agora trabalha na reformulação do elenco (Foto: Guilherme Drovas / Botafogo-PB)

Gerson Gusmão segue em João Pessoa até o fim de semana. Depois disso, segue para as férias. O técnico disse ainda que não definiu uma data para o início da pré-temporada, mas trabalha com duas possibilidades.

— Estamos ajustando isso, ainda, com algumas reuniões. Temos duas possibilidades: uma, que é após o Natal. E a outra logo após a virada de ano. Uma dessas duas datas serão as datas de reapresentação e reinício dos trabalhos — finalizou.

Com Gerson mantido, o Botafogo-PB agora trabalha na montagem do elenco. Até aqui, 10 atletas já deixaram a Maravilha do Contorno. O time ainda conta com cinco nomes com contrato para 2022 e negocia a renovação com outras peças. O fato é que o elenco deve mesmo ser modificado para a próxima temporada.