Hulk termina Brasileirão em alta com o Atlético-MG, e Tiquinho Soares cai de produção com o Botafogo

Hulk fez grande temporada e cresceu na segunda parte do Campeonato Brasileiro. Tiquinho Soares foi muito bem na fase boa do Glorioso, mas viu o título escapar pelas mãos e pelos pés.

Foto: Gilson Junio / AGIF

O Campeonato Brasileiro acabou nessa quarta-feira, e não dá para negar que, mais uma vez, a Paraíba foi pratogonista com seus bons jogadores, que foram fundamentais para os seus clubes no torneio. No campeão Palmeiras, novamente o principal destaque foi o portugês Abel Ferreira, que segue acumulando taças com o Verdão. Mas pelo menos três paraibanos foram nomes constantes nas histórias das rodadas: Hulk, Tiquinho Soares e Thaciano.

Hulk cresceu bastante na temporada e foi nome primordial para a ascensão do Atlético-MG dentro da competição, que foi o melhor clube no returno. Após um primeiro turno com bastante oscilação da equipe e do jogador, ambos deram a volta por cima na segunda partida da competição, sob o comando de Luiz Felipe Scolari.

Ao lado de Paulinho, Hulk formou a melhor dupla de ataque do futebol brasileiro, e os dois levaram o Galo a uma arrancada muito boa que classificou o clube para a fase de grupos da Libertadores do ano que vem e que fez o time chegar nas últimas rodadas com chance de título.

Na temporada de 2023, Hulk, aos 37 anos, entregou 30 gols e 14 assistências em 59 jogos que disputou. No Campeonato Brasileiro, o atacante de Campina Grande fez 15 gols, deu 11 assistências e fez 34 partidas.

Hulk em alta e Tiquinho Soares em baixa

Um dos grandes jogadores do Campeonato Brasileiro foi outro paraibano. Tiquinho Soares foi a sensação do torneio na maior parte da competição, à frente de um Botafogo que conseguiu ficar na liderança na maior parte da Série A.

Hulk termina Brasileirão em alta com o Atlético-MG e Tiquinho Soares cai de produção com o Botafogo
Foto: Gilson Lobo/AGIF

Mas a queda do Glorioso acabou sendo vertiginosa e histórica. Depois de ter conseguido abrir 14 pontos de vantagem para os adversários pelo título, o Botafogo conseguiu perder o título. Depois de ser um dos melhores jogadores do primeiro turno do Brasileirão, Tiquinho Soares se lesionou e não voltou o mesmo. Nem ele e nem o Botafogo.

O clube acabou terminando o campeonato com 64 pontos e na quinta colocação, classificando apenas para Pré-Libertadores. Apesar de tudo isso, no macro, o campeonato de Tiquinho foi ótimo. No torneio, Soares balançou as redes 17 vezes em 33 partidas que disputou. Além disso, deu quatro assistnências.

Outro jogador que foi bem, dentro das possibilidades, jogando em um Bahia que não encaixou bem e lutou até a última rodada para escapar do rebaixamento, foi Thaciano. Na Série A deste ano, o paraibano fez seis gols e deu sete assistências para gol. Na partida em que o Bahia escapou, diante do Atlético-MG, por 4 a 1, ele marcou um gol e deu duas assistências. Mesmo na campanha fraca do Bahia, Thaciano se destacou e acaba o Brasileirão com uma boa atuação.