Senar-PB abre inscrições para 125 vagas em cursos técnicos gratuitos

Vagas são oferecidas nos polos de João Pessoa, Campina Grande e Alagoa Grande, sendo 25 oportunidades por curso.

O Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar) está com inscrições abertas para o processo seletivo dos cursos técnicos gratuitos em Agronegócio, Fruticultura e Zootecnia, na modalidade a distância. Na Paraíba, estão sendo oferecidas 125 vagas, nos polos de João Pessoa, Campina Grande e Alagoa Grande, sendo 25 oportunidades por curso, com a seguinte distribuição: Agronegócio (Campina), Fruticultura (João Pessoa, Campina e Alagoa Grande), Zootecnia (Alagoa Grande).

Os interessados em se candidatar precisam ter concluído o ensino médio e podem se inscrever até o dia 24 de janeiro de 2022 pelo site. As vagas prioritárias são destinadas aos produtores rurais e seus familiares, além de colaboradores do meio rural. Embora os cursos sejam a distância, o candidato deve indicar um dos polos de ensino para participar das atividades práticas.

O curso técnico em Zootecnia é uma novidade do Senar e com foco na formação profissional relacionada à produção animal. A carga horária é 60% a distância e os outros 40% em atividades presenciais e visitas técnicas.

O curso técnico em Agronegócio é focado nos procedimentos de gestão e de comercialização. A carga horária é dividida 80% de atividades a distância e outros 20% de atividades práticas.

São oferecidas 1.515 vagas, em 61 polos de apoio presencial do Senar nos estados: Acre, Alagoas, Bahia, Ceará, Distrito Federal, Espírito Santo, Goiás, Maranhão, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Pará, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio de Janeiro, Rondônia, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Sergipe.

Já o curso técnico em Fruticultura ensina aos estudantes as técnicas que auxiliarão no planejamento, execução e controle dos processos produtivos da atividade.

São oferecidas 630 vagas distribuídas em 26 polos de ensino em Alagoas, Amazonas, Bahia, Ceará, Distrito Federal, Goiás, Maranhão, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul, Pará, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rondônia, e Sergipe.

Os três cursos são reconhecidos pelo Ministério da Educação. O diploma é válido nacionalmente.