Paraibana que mora na Ucrânia fala pela primeira vez após deixar o país

Silvana Pilipenko conseguiu fugir para a Crimeia, região anexada à Rússia em 2014. Ela postou nas redes sociais após 26 dias sem contato.

Paraibana na Ucrânia falou sobre chegada a Crimeia nas redes sociais

A artesã paraibana Silvana Pilipenko, que estava desaparecida na Ucrânia, falou publicamente pela primeira vez, desde que conseguiu sair do país e entrar na Crimeia, região anexada à Rússia em 2014. Em vídeo postado nas redes sociais nesta quinta-feira (31), Silvana agradeceu a preocupação de todos e contou sobre a situação no país.

“Eu, minha sogra e meu esposo estamos fisicamente bem, mas emocionalmente abalados, e precisamos de um tempo para nos reconstruir. Foram dias difíceis, muito difíceis, mas eu agradeço cada oração de vocês, o empenho de vocês, porque eu tenho certeza que as orações foram parte fundamental para que a nossa saída [da Ucrânia] tivesse êxito”, disse.

No vídeo, a artesã agradeceu a preocupação das pessoas no Brasil e pediu orações para a população ucraniana. “Continuem orando para aquele povo, para que ele continue sendo forte, continue resistindo e continue sobrevivendo a essa guerra. Eu peço a cada um de vocês que continue orando pelo povo ucraniano porque é uma situação muito delicada e quem está lá não vê muita saída, não tem muitas escolhas”, contou.