Venda de lenha é proibida pela Sudema em toda a Paraíba

Seguindo medida adotada em CG, Sudema acata recomendação do MP para evitar a poluição e os acidentes causados pelas fogueiras.

Da Redação
Com informações de Adriana Saito

Está proibida a venda de lenha para fogueiras em todo a Paraíba. A tradição de São João não poderá ser realizada este ano porque a Superintendência de Administração do Meio Ambiente (Sudema) acatou a recomendação do Ministério Público do Estado. A medida, que a princípio só valia para a cidade de Campina Grande, foi estendida para a Capital e para todo o Estado.

O objetivo da Sudema é evitar a poluição causada pelas fogueiras e preservar o ecossistema. Nesta quinta-feira, representantes de entidades ligadas ao meio-ambiente devem se reunir às 14h na Sudema para definir estratégias de combate à venda de lenha.

Em Campina Grande, uma reunião entre representantes da saúde pública, o Corpo do Bombeiros e a Igreja Católica com o Ministério Público decidiu não permitir a instalação de fogueiras juninas nas ruas da cidade. Os principais motivos apontados foram a dificuldade de deslocamento de viaturas no combate a incêndios e em casos de socorro médico, além dos possíveis acidentes, como queimaduras e prejuízos à saúde por conta da fumaça.

De acordo com a diretora técnica da Sudema, Sônia Matos, por enquanto, os comerciantes da madeira não serão multados, mas, caso prossigam com as vendas, poderão ter o produto apreendido.

Veja também  ‘Natal Iluminado’ 2021: veja mudanças no trânsito de Campina Grande, a partir deste sábado (4)