João Paulo Medeiros

Em coletiva hoje, PSDB deve demarcar terreno na Paraíba para 2022

Partido tem no ex-senador Cássio e no deputado Pedro Cunha Lima as suas principais apostas

Foto: reprodução

A máxima de que na política não existe espaço vazio é sempre atual. E, para o processo eleitoral do próximo ano, certamente ela já é um paradigma. Não à toa as principais forças políticas do Estado têm se movimentado de forma intensa, nos últimos meses.
O PSDB paraibano, presidido pelo deputado federal Pedro Cunha Lima, decidiu dar o ponta-pé inicial hoje nesse sentido. Até tardiamente, eu diria, diante dos movimentos bem mais incisivos de outras legendas, já vistos recentemente.

A coletiva de imprensa convocada para o início da tarde de hoje, em João Pessoa, servirá para demarcar terreno. Nas entrelinhas, servirá para dizer que os tucanos não pretendem ser coadjuvantes ano que vem.

Eles irão buscar, também, ter protagonismo na disputa aqui na Paraíba. No plano nacional, a legenda tenta viabilizar-se como uma terceira via. Aqui tem nos nomes de Pedro e do ex-senador Cássio Cunha Lima as suas principais apostas.
O tamanho que o partido terá em 2022, contudo, dependerá dos acontecimentos que seguirão de agora em diante e, também, do cenário desenhado por aliados – como o ex-prefeito Romero Rodrigues (PSD) – e adversários.
Os tucanos querem espaço. Em uma chapa majoritária, inclusive.

Veja também  Afastado do cargo, prefeito é denunciado por lixão na Paraíba