Angélica Nunes
Laerte Cerqueira

Novo decreto na Paraíba deve ‘barrar’ festas de Réveillon em locais abertos, sugere João Azevêdo

Detalhes do novo decreto deverão ser debatidos com a equipe do governo nesta terça-feira (30).

Governador João Azevedo. Foto: TV Cabo Branco/Reprodução
Governador João Azevedo. Foto: TV Cabo Branco/Reprodução

O governador João Azevêdo (Cidadania) sinalizou, nesta terça-feira (30), que o novo decreto do estado deve recomendar que não sejam realizadas festas em locais aberto, devido a dificuldade de controle de protocolos sanitários. Em contrapartida, deverão ser liberadas as festas particulares, inclusive com a possibilidade de ampliação da capacidade de público em alguns locais.

O governador afirmou que os detalhes do novo decreto com medidas restritivas será debatido em uma reunião hoje à tarde, com sua equipe técnica. Há uma preocupação com a ‘quarta onda’ que assombra a Europa e novas cepas, como a Ômicron. Apesar disso, segundo ele, será possível flexibilizar alguns espaços.

Em um ambiente fechado, que tenha entrada e saída de pessoas, você poderá exigir o passaporte da vacinação, você pode aferir a temperatura, controlar. Numa festa aberta não há essa possibilidade, por isso esse tratamento. Nós sabemos que uma festa aberta é impossível fazer esse controle, o que poderia gerar um novo pico”, destacou

O novo decreto entra em vigor a partir desta quarta-feira (1º), mas ainda não há definição que ele irá disciplinar as atividades que promovam contato entre as pessoas apenas para a primeira quinzena de dezembro ou para todo mês, assim como foi feito no decreto atual em vigor para todo o mês de novembro.

Veja também  Calvário: Justiça acata denúncia contra Ricardo e outros sete por lavagem de dinheiro

Festas canceladas

No evento, o governador elogiou a decisão de alguns prefeitos, como o de João Pessoa, Cícero Lucena, em cancelar as festas públicas de fim de ano, como medida de cautela para evitar aglomeração. Ontem (29), o prefeito de João Pessoa anunciou o cancelamento dos shows da virada na orla da capital, mas manteve o Natal dos Sentimentos, que tem início no próximo dia 3 de dezembro. O planejamento inicial da prefeitura era fazer a festa de fim de ano descentralizada, em polos. Mas com a mudança de cenário, a proposta se tornou inviável.

Além da capital, Cabedelo, na Grande João Pessoa, e Cajazeiras, no Sertão do estado, também anunciaram o cancelamento das festas públicas de Réveillon, mas liberaram as privadas, seguindo protocolos.