João Paulo Medeiros

MPs fazem, na Paraíba, ato público contra ‘PEC da vingança’

Ministério Público da Paraíba (MPPB)
Ministério Público da Paraíba (MPPB)

A ‘PEC da Vingança’, como foi batizada a Proposta de Emenda Constitucional 05/2021, é mais um contra-ataque de parte da classe política brasileira às instituições responsáveis pelo combate à corrupção. Outros, a exemplo da mudança na Lei de Improbidade, passaram recentemente em ‘boiada’ no Congresso Nacional.

No caso das alterações da Lei de Improbidade, inclusive, o projeto foi apoiado e defendido pelo Governo.

A PEC 05 coloca ‘rédeas’ na atuação do Ministério Público e dá a pessoas escolhidas pelo Congresso o poder de ‘barrar’ ações de membros da instituição – junto ao ‘Conselhão’ (Conselho Nacional do Ministério Público – CNMP).

No país inteiro a proposta tem sido criticada. E com razão.

Hoje, aliás, o CNMP já possui ferramentas para punir eventuais excessos e o próprio Judiciário pode, dentro da dialética processual, sanar vícios que tenham sido empreendidos no decorrer do processo.

Veja também  João Azevêdo busca nome técnico no staff de Romero

Aqui no Estado membros do MP irão fazer um ato público amanhã.

O evento está marcado para às 11h e deve reunir integrantes do Ministério Público estadual, Federal, do Trabalho e do Ministério Público de Contas – no auditório da Procuradoria-Geral de Justiça, em João Pessoa.

O desafio dos MPs é ir além do ato. É fazer a sociedade compreender a importância de evitar a aprovação da PEC. Uma missão, é verdade, nada fácil.

Em um terreno (Brasil) onde se discute o voto impresso, o sexo dos anjos e um planeta plano, as boiadas costumam passar sem grandes obstáculos. O atual Congresso – especialmente a Câmara dos Deputados – tem sido pródigo nisso.