Estado assume vacinação contra Covid-19 em Lucena a partir de segunda

Vacinação desse público vai acontecer na cidade sempre na quarta-feira, dando prioridade a crianças com comorbidades e imunossuprimidas.

Getty Images/Ivan Pantic Jacqueline Howardda

A vacinação contra Covid-19 para crianças será retomada na próxima quarta-feira (26) no município de Lucena, na região metropolitana de João Pessoa, sob o gerenciamento da Secretaria de Estado da Saúde (SES). De acordo com o secretário executivo Daniel Beltrammi, a vacinação desse público vai acontecer na cidade sempre na quarta-feira, dando prioridade a crianças com comorbidades e imunossuprimidas.

LEIA TAMBÉM:

A campanha de vacinação foi suspensa após a imunização de quase 50 crianças com a dosagem para adultos, a aplicação de doses vencidas e o descarte de pelo menos 1,4 mil vacinas, que perderam a validade por terem sido conservadas de forma incorreta.

A vacinação de adultos será retomada na segunda (24) com seis pontos de vacinação, juntamente com uma investigação mais minuciosa das carteiras de vacinação para verificar se as doses aplicadas estão com as datas de acordo. Serão apurados pela SES todos os cartões de vacinação de criados de julho até este mês de janeiro.

Enfermeiros e técnicos de enfermagem de Lucena passaram por uma nova capacitação sobre vacinas contra a Covid-19, nesta quinta-feira (20). O treinamento, oferecido pela Secretaria de Estado da Saúde (SES), tem a finalidade de esclarecer dúvidas sobre o processo de imunização, desde o armazenamento até a aplicação das doses, e deve continuar nos próximos dias para garantir uma imunização eficiente. Apesar disso, o Governo do Estado é que ficará responsável pela vacinação.

Veja também  Prima de juíza paraibana encontrada morta diz não acreditar em suicídio: ‘queremos entender os motivos’

MPF investiga se UBS de Lucena vacinou crianças antes da chegada de imunizante adequado para idade. Foto: Reprodução

Entenda a vacinação em Lucena

Crianças foram vacinadas contra a Covid-19 com doses para adultos em uma Unidade Básica de Saúde (USB) da cidade de Lucena, na Região Metropolitana de João Pessoa.

A vacinação teria acontecido desde dezembro de 2021, e o fato veio à tona no sábado (15), após denúncia apresentada ao Ministério Público Federal (MPF).

Em depoimento dado ao MPF no domingo (16), a técnica de enfermagem disse que aplicou as doses nos dias 29 de dezembro de 2021 e 7 e 11 de janeiro de 2022, ou seja, antes de iniciar o calendário de vacinação para crianças entre 5 e 11 anos, que começou no último sábado (15).

A vacina da Pfizer usada nas crianças fazia parte do lote FN3457, destinado a adolescentes e adultos.

O prefeito de Lucena disse que ainda não pode precisar o que provocou a imunização indevida das crianças. Mas, que houve falha de comunicação.

De acordo com ele, alguns profissionais de saúde do município – que trabalham nas ações de imunização – não teriam participado de treinamentos pela internet, para a aplicação das doses.

As mães de algumas crianças vacinadas em Lucena relataram à reportagem da TV Cabo Branco efeitos colaterais em seus filhos. Disseram, inlcusive, que ‘nenhum órgão de saúde acompanhou’ os filhos vacinados.