João Paulo Medeiros

TJPB reforma decisão e reduz punição para ex-prefeito de Sousa

Decisão reduziu proibição de contratar com o poder público e considerou não ter havido dano ao erário

Foto: Arquivo Jornal da Paraíba

A Segunda Câmara Cível do Tribunal de Justiça da Paraíba (TJPB) reduziu as penas impostas numa ação de improbidade que tem como alvo o ex-prefeito da cidade de Sousa, André Paiva Gadelha. O colegiado decidiu que a proibição de contratar com o poder público ou receber benefícios ou incentivos fiscais fique limitada a três anos. Decidiu, também, afastar a sanção de ressarcimento aos cofres públicos, diante da inexistência de dano ao erário.

A ação foi proposta pelo município, sob alegação de omissão do dever contratual de repassar, à instituição financeira, os valores descontados das remunerações dos servidores da edilidade, relativo às parcelas de empréstimo consignado, no mês de setembro de 2016.

Veja também  Para disciplinar réveillon, Governo publicará novo decreto amanhã na Paraíba

Em primeira instância a Justiça entendeu ter havido dano ao erário e condenou o ex-gestor nas seguintes penalidades: ressarcimento integral do dano e proibição de contratar com o poder público ou receber benefícios ou incentivos fiscais, por cinco anos.

Os advogados de André Gadelha recorreram.

Da decisão cabe recurso.

**** Com informações da Ascom TJPB