João Paulo Medeiros

Sindicatos acionam Justiça para ter acesso à ‘caixa-preta’ da sucessão na FIEP

Ação foi protocolada e distribuída para 3ª Vara da Fazenda Pública

Divulgação/Fiep

Dois sindicatos que fazem parte da Federação das Indústrias da Paraíba (Fiep-PB) ingressaram na Justiça para ter acesso a documentos que regulamentam o processo eleitoral interno da entidade. A ação de exibição de documentos foi protocolada e distribuída para a 3ª Vara da Fazenda Pública, de Campina Grande.

No pedido, os sindicatos relatam que em abril deste ano houve uma solicitação formal à diretoria da Fiep do estatuto social da instituição; da ata da última eleição de posse dos membros da diretoria; do Regimento Eleitoral atualizado;
da relação atualizada dos sindicatos regularmente filiados à entidade; e das Atas das Reuniões nas quais estivessem registradas tratativas relacionadas ao processo eleitoral da entidade.

Mas dos cinco documentos, apenas dois foram entregues, estando um – o regimento eleitoral – deles quase ilegível.

“O Regulamento Eleitoral da FIEP encontra-se em condições totalmente precárias, que impossibilitam a leitura e, consequentemente, a sua adequada compreensão”, relata a ação.

Diante da falta de transparência, os dois sindicatos tiveram que ir à Justiça solicitar a documentação.

Veja também  Discurso de Adriano Galdino, durante convenção, deixou base governista com ‘cabelos em pé’; veja vídeo

“Considerando que o próximo pleito se aproxima, é imprescindível que os associados tenham conhecimento das regras que regem o processo eleitoral da entidade, sendo interesse de todos a transparência dos atos institucionais”, observam os autores.

A sucessão na Fiep começou a entrar na pauta após a sinalização de uma possível antecipação das eleições internas por parte da diretoria. O mandato dos atuais dirigentes termina em setembro de 2023.

O atual presidente, Buega Gadelha, está no comando da entidade desde 1995. A imagem da atual diretoria, junto aos industriais, está desgastada há meses – sobretudo após a Operação Cifrão, da Polícia Federal.

Quem faz parte da Fiep, quer conhecer, pelo menos, as ‘regras do jogo’.  Nem isso, por enquanto, tem sido possível. O pedido feito à Justiça para ter acesso à documentação é um reflexo da falta de transparência na instituição.

Outro lado

A assessoria jurídica da Fiep informou ao Blog que a instituição não foi notificada da ação. Conforme o jurídico, não há nenhum obstáculo para apresentar a documentação solicitada.